Blog

Sua empresa pode ir mais longe

05 / ago / 2017

A crise parece estar longe de acabar. Estamos presenciando uma combinação de desequilíbrio econômico, ausência de liderança e falência moral de nossos políticos. O quadro faz com que muitos empresários e empreendedores fiquem com medo de colocarem suas ideias em prática.

Pois bem, podemos fazê-lo ver um cenário positivo: a concorrência para lançar sua ideia certamente será menor. Em alguns casos, você será um dos poucos a oferecer o produto ou serviço que se propõe a prestar. Encarar o investimento em branding como fundamental é de suma importância, pois precisamos encontrar o propósito ou a história para a criação de sua marca. É necessário que se tenha um olhar voltado para o mercado, em especial para a busca de oportunidades em nichos que ainda não tenham sido ocupados por concorrentes.

A segmentação é importante para o empreendedor, pois muitas vezes o tamanho de um nicho pode ser desprezível para uma grande empresa, mas pode ser suficiente para sustentar um negócio menor.

 

Levi’s – como a segmentação criou o mercado de jeans.

A Levi’s surgiu no momento da corrida do ouro americano, fabricando calças e macacões para garimpeiros. Com o passar do tempo, a empresa trocou os tecidos de lona pelo de algodão sarjado, que hoje conhecemos como jeans. O tecido se mostrava resistente para a função do garimpo, mas agora era mais confortável, passando a ganhar adeptos entre outros trabalhadores braçais americanos. Mas não foi isso que transformou a empresa no que ela é hoje.

Podemos dizer que os homens da época utilizavam roupas distintas em duas situações: trabalho e para eventos sociais. Para encontros sociais, usavam calças de alfaiataria e para trabalho calças jeans. A Levi’s mesmo estando no segmento de roupas de trabalho começou a ser utilizada por homens jovens em ocasiões sociais. A intenção era se diferenciar dos pais e avós. Nascia neste instante um dos maiores cases de segmentação.

Estar atento faz toda a diferença.

Tal segmentação não estava clara para todos os fabricantes de calças, mas foi percebida pela Levi’s, que soube muito bem aproveitar esta segmentação e focou seus esforços desenvolvendo produtos e comunicação voltada para os jovens que queriam romper as barreiras estabelecidas.

Fontes: 1. Bedendo, Marcos. Branding. 2. Consolo, Cecília. Marcas, Design Estratégico.
voltar